Provavelmente você já ouviu falar sobre minimalismo em diversos contextos como moda, artes plásticas e decoração, mas já conhece o minimalismo como estilo de vida?

O minimalismo é na verdade uma ferramenta que você deve usar para ter uma vida mais leve e feliz, onde basicamente você irá se livrar de tudo aquilo que te prende e não é necessário. Você passará a dar significado a tudo aquilo que possui. Imagina que existe algo que você não utiliza, ou que não te faz bem, ou que não te serve mais. Qual a razão para se apegar a algo assim?

Praticando o minimalismo você passará a fazer escolhas mais conscientes e dar valor ao que realmente importa para você, dando espaço para que coisas novas e incríveis possam acontecer. Aqui, menos é mais. Esse texto é o primeiro de uma serie que farei para contar como foi a transição de um estilo de vida consumista para um com foco no que é essencial e tudo isso começou com um TED Talk, que eu aconselho fortemente que você também assista:

No Ted, o Joshua conta como um período difícil da sua vida o mostrou que ele se apegava a mais coisas do que de fato precisava, iniciando assim uma fase minimalista que foi responsável pelo lançamento de um site, o theminimalists.com que hoje é um dos mais conceituados sobre o assunto.

Segundo o Joshua:

O que é o minimalismo? Se tivéssemos que resumir em uma única frase, diríamos, o minimalismo é uma ferramenta para se livrar do excesso de vida em favor de se concentrar no que é importante – para que você possa encontrar felicidade, realização e liberdade.

O minimalismo ajuda a …

  • Eliminar o nosso descontentamento
  • Recuperar nosso tempo
  • Viver o momento
  • Perseguir nossas paixões
  • Descobrir nossas missões
  • Experimentar a verdadeira liberdade
  • Criar mais, consumir menos
  • Concentrar-nos em nossa saúde
  • Crescer como indivíduos
  • Contribuir com algo além de nós mesmos
  • Livrar-nos do excesso de coisas
  • Descobrir propósito em nossas vidas

Não bastando o TED incrível, também tem um documentário criado pelo Joshua e o Ryan, que o acompanha no site. O filme está disponível na Netflix, para quem se interessar em assistir.

Para saber um pouco mais, links Minimalistas:

1. Paring Down (em mnmlist).  O desmoronamento é um princípio-chave dentro do minimalismo, e nos lembra que a jornada nunca é completa. Nós pensamos – e tomamos medidas para – reduzir todos os dias.

2. Descobrindo a Simplicidade: Áudio de Joshua Becker. Uma introdução soberbamente articulada ao minimalismo – completa com uma grande história sobre a jornada da família Becker no minimalismo.

3. Questionando o sofá (Miss Minimalista). “Questioning the Couch”, em seu fundamento, é muito mais do que seu assunto ostensivo (ou seja, questionar as coisas em sua vida).

4. Todas as 72 coisas que eu possuo (Exile Lifestyle). Este post nos mostra um tipo diferente de foco na vida: um foco que não é sobre coisas, mas sobre viver uma vida mais significativa.

5. Um dia na vida de um minimalista (Zen Habits). Este foi o primeiro ensaio de Joshua Fields Millburn sobre Zen Habits.

6. 38 lições que aprendi em meus 38 anos (em hábitos Zen). É repleto de conselhos sinceros de Leo Babauta. Vale a pena ler.

Todos esses links fora indicados no site theminimalists.com

Se gostou do assunto, temos um post falando sobre mindfulness que também vale a leitura!

Facebook Comments